Proficenter Planejamento de Obras Ltda

NOTÍCIAS

Fique bem informado.

08.03.2010 - Infraestrutura é desafio para o novo estaleiro

A infraestrutura é o grande desafio para a implantação do estaleiro do consórcio Schahin-Tomé, que será o segundo a se implantar em Suape. A área onde vai ser instalado o empreendimento precisará de uma dragagem que tem custo estimado em R$ 200 milhões. A nossa intenção é incluir essa obra no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) II, explicou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho.

O governo do Estado destinou uma área de 620 hectares para a indústria naval em Suape, da qual 170 hectares estão com o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), o primeiro a se instalar em Suape. O empreendimento da Schahin-Tomé ficará numa área próxima ao EAS com 40 hectares, área equivalente a 40 estádios de futebol.

Para que o restante da área destinada a futuros estaleiros tenha cais, será necessário uma dragagem de cerca de R$ 900 milhões, que o governo do Estado pretende enquadrar como as obras do PAC II. Esse valor inclui o custo da primeira dragagem que será feita para contemplar o estaleiro do consórcio Schahin-Tomé, estimada em R$ 200 milhões. As demais seriam realizadas com a chegada dos novos empreendimentos.

Algumas das obras de infraestrutura que o governo do Estado se comprometeu a fazer para o Atlântico Sul atrasaram, como o acesso rodoferroviário e a dragagem que está sendo realizada agora.

O acesso rodoferroviário está aguardando a licença de instalação. Essa obra deverá ser iniciada até o final de março, explicou Coelho. (Com informações Jornal do Commercio/PE)

Estaleiros registram aumento de 40%
Os estaleiros de Nantong (China) registraram em janeiro aumento de 40% nas entregas de novas embarcações. De acordo com dados da Nantong Maritime Safety Administration, os estaleiros liberaram mais de 13 navios, totalizando 670 mil deadweights.

As novas entregas se estenderam a vários tipos de navios, incluindo petroleiros de plano de grande porte, navios capesize de 176 mil deadweights, e graneleiros de 57 mil deadweights, entre outros. Segundo a Nantong Mingde Heavy Industry, o mercado de navios ainda deve permanecer intenso neste ano. O estaleiro tem previsão de entregar de 12 a 15 embarcações.

A Maritime Safety Administration informou que o número de entregas realizado pelos estaleiros de Nantong equivalem a um sexto do montante liberado pela China no último mês. A produção total dos estaleiros chegará a 10 milhões de deadweights até o final do ano.

Por isso, o governo chinês está implementando estratégias nas instalações da cidade, promovendo incentivos para construção de navios com alto valor agregado, incluindo plataformas de perfuração "offshore" e embarcações de grande porte destinadas a transporte de minério (Com informações Guia Marítimo).

Fonte: www.netmarinha.com.br

<< voltar

Ir para o topo

Proficenter Planejamento e Orçamento de Obras
R. Medgar Evers,03 - Vila Mariana - CEP: 04020-080 - São Paulo, SP - Tel: +55 11 5571-6771